Há Dez Mil Anos Atrás

Viola

Um dia, numa rua da cidade
Eu vi uma Nospheratt
Sentada na calçada
Com uma cuia de chimarrão
E uma viola na mão
O povo parou para ouvir
Ela agradeceu os links
E cantou essa música
Que contava uma história
Que era mais ou menos assim:

Eu nasci há dez mil anos atrás,
E não tem nada na Efigênia que eu não saiba demais…

Eu vi Cardoso ser crucificado
BlogBlogs nascer e ser assassinado
Eu vi os probloggers pegando fogo
Pra pagarem seus pecados
Eu vi!…

Eu vi Wordpress
Cruzar o Mar Vermelho
Vi Technorati
Cair na terra de joelhos
Eu vi Lu Monte negar Twitter
Por três vezes
Diante do espelho
Eu vi!…

Eu vi as velas
Se acenderem para o SEO
Vi a lista Blogosfera
Ser riscada no mapa
Vi o plágio
Sugando sangue novo
E se escondendo atrás da capa
Eu vi!…

Eu vi a Campus Party
Cruzar os mares
Vi o Netto cantar
A bolha pelos ares
Eu vi Noronha fugir
Com as salsinhas prá floresta
Pro Quilombo dos Palmares
Eu vi!…

Eu vi o sangue
Que corria da montanha
Quando Google
Pegou toda artimanha
Vi o Blogspot
Que sonhava com domínios
Numa cama de campanha
Eu li!
Eu li os feeds
Sagrados do Google Reader
Eu fui criança pra
Poder fazer PageRank
Quando todos
Praguejavam contra o hype
Eu vi o Janio na varanda

Eu tava junto
Com os paraquedistas na caverna
Eu bebi vinho
Com as blogueiras na taberna
E quando a Feed-se
Despencou da ribanceira
Eu também quebrei a perna
Eu também…

Eu fui testemunha
Do amor de Daniel
Eu vi a estrela de Slonik
Brilhar no céu
E para aquele que provar
Que eu tô mentindo
Eu tiro o meu chapéu…

PS – Este texto é uma paródia de Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás, do Raul Seixas. A idéia morava na minha cabeça há anos, e finalmente viu a luz quando eu estava escrevendo sobre o fim e o recomeço. Tudo o que é citado aqui aconteceu exatamente assim. 😉

Image: Yuri Samoilov – CC-By

13 Comentários

Página 1 de 1
  1. Manoel Netto
    Manoel Netto 31/03/2014 às 5:51 pm Responder

    Hahahahahaha fan-tás-ti-co!

    E para comemorar seu retorno e o honrar a blogagem moleca, estou aqui comentando no blog mesmo, não no Facebook somente, porque é algo de que também sinto falta 😉

    PS: e o AdSense, hein? Morreu mesmo 😛

  2. Rafael Slonik
    Rafael Slonik 31/03/2014 às 9:20 pm Responder

    Criatividade sensacional!

    Que boa época que foi e não volta mais, vai ver por isso que quando a gente lembra faz bater saudade. =P

  3. Rogério
    Rogério 07/07/2014 às 2:37 pm Responder

    Muito, muito, muito legal. Adorei. 🙂

    Também vi muita coisa ficar pra trás, mas da maioria nem tenho tanta saudade… kkkkkk

  4. Patrícia Pirota
    Patrícia Pirota 22/08/2014 às 11:15 pm Responder

    Genial! Absurdamente genial!
    Não sei o que foi melhor… Me divertir com a paródia, ou ir lembrando desse passado todo de blogosfera.
    Acho que foram poucas as vezes em que comentei no Blosque [Feio isso, né]… Mas o fato é que você foi uma das pessoas que mais me influenciaram [e continuam influenciando] nessa bagunça virtual.
    Muito obrigada por sempre compartilhar conhecimento e espalhar sorrisos nessa terra árida que é a internet.
    Um abraço procê!

  5. Marcio
    Marcio 29/09/2014 às 9:58 am Responder

    Gostei da criatividade do seu blog, vou vim visitar mais vezes, terminar de atualizar os tutoriais, conheci através do seu blog antigo 😀 eu li também os comentários acima que você tirou o adsense? o que houve? vc ta fazendo como para monetizar o blog agora? Sucesso sempre!

  6. Como tocar violão
    Como tocar violão 04/01/2015 às 1:20 am Responder

    ´rsrsrsr Muito criativo , inclusive peguei meu violão e toquei essa paródia

  7. Rogério Souza
    Rogério Souza 26/01/2015 às 4:50 pm Responder

    Havia lido há algum tempo este post, mas nem sei o porquê de não ter comentado na época. Essas paródias são bastante comuns nas aulas de História de uma amiga e eu cheguei a fazer algo parecido com poemas. Cá entre nós, tem de ser bastante criativa paar fazer, mas não para por aí porque é preciso um conhecimento de mundo que falta aos alunos no enem quando copiam a coletânea. Bem, passei pra deixar um alô já que voltei a comentar nos blogs dos amigos.

  8. Franklin Evanoviti
    Franklin Evanoviti 24/03/2016 às 8:43 pm Responder

    Que blog! Comecei a acompanhar você por agora e sinceramente foi a responsável pelo aumento da minha dedicação no meu blog. Antes eu era mais largado, antiprofissional, então apaguei tudo e recomecei, hoje estou com o blog PAPO NO CAFÉ quem quiser pode visitar Obrigado pelo blog BLOSQUE, e agora este aqui, os dois tem sido de grande utilidade para mim. Sucesso e você é uma blogueira exelente.

  9. Francisco
    Francisco 28/06/2016 às 11:48 am Responder

    Sensacional, menina! Tudo que você escreve é muito legal…há muuuuuito tempo atrás tinha baixado seu e-book e hoje, revendo as coisas que vou arquivando para ler depois e que nunca encontro tempo para ler, tive a grata surpresa de me deparar com o seu e-book, o antigo ainda, e já descobri que você escreveu outro…da melhor qualidade…e que bom ler os seus artigos nesses tempos difíceis…é como um bálsamo… uma coisa leve, com humor inteligente, e que transmite, ainda, o mesmo compromisso e a preocupação sincera com o leitor que me cativou da primeira vez. Pelas datas dos comentários acho que cheguei atrasado novamente, mas de qualquer forma, caso você resolva retomar o projeto, fica aqui o meu agradecimento por estes momentos de boa e inspiradora leitura…obrigado! Saúde e PaZ!

  10. Andressa
    Andressa 07/02/2017 às 1:39 pm Responder

    Tempo bom que não volta mais!

    otimas lembrança

  11. Juliane
    Juliane 21/03/2017 às 10:32 am Responder

    Acho que seu conteúdo mudou a forma que vejo as coisas. Muito Obrigado!

Olá! Tenho duas sugestões para você:

Antes de deixar seu comentário, saiba Como Não Embarrar o Tapete.

Se você tem dúvidas, dê uma olhada no FAQ You. Quem sabe a resposta está lá; já vi coisas mais estranhas acontecerem. :P

Deixe seu Comentário