Como Não Embarrar o Tapete.

Este espaço é a minha casa. Seja bem-vindo!

Esta página poderia se chamar “Política de Comentários”, mas detesto política, políticas e coisas chatas. Prefiro usar metáforas (mais ou menos) divertidas que fazem sentido. Mais ou menos.

Toda casa é o castelo de alguém, e cada castelo tem suas regras sobre o que é comportamento aceitável.

No meu castelo, fazer m*rda nos comentários == embarrar o tapete.

Como não gosto de lavar tapetes nem de ter a casa cheia de tapetes embarrados, fica estabelecido o seguinte:

Respeito primeiro que nada e antes que tudo.

Você pode pensar o que quiser, pode discordar de mim ou de outras pessoas que se manifestam por aqui. Você pode até expressar seu desacordo, sempre e quando o faça de forma educada como mamãe ensinou. Isso posto…

Este espaço não é uma democracia nem a casa da mãe Joana.

Esta é a minha casa, quem paga as contas e lava os tapetes sou eu, e quem é responsável por tudo que é publicado – inclusive os comentários – sou eu. Portanto, os comentários são moderados; o que significa que devem ser aprovados por mim para que apareçam no blog. Isso pode demorar um pouco, dependendo da disponibilidade de tempo que eu tenha.

Pelas mesmas razões acima citadas, a Gerência se reserva o direito de aprovar ou deletar comentários conforme considerar apropriado. (Mas você pode ler o blog sem camisa! :P)

Eu sei que você é uma pessoa legal.

A maioria das pessoas que chega aqui sabe como não embarrar o tapete. São pessoas educadas, criativas, que gostam de conversar e trocar idéias. Como você.

As regrinhas acima são apenas um lembrete – as contas claras conservam a amizade e tals. 😉

Meu objetivo é que os comentários sejam um espaço para discussão inteligente e troca de idéias. A Gerência agradece sua colaboração. 🙂

Sobre os comentários que não respondo.

Se alguma vez não respondi, não foi por falta de interesse. Foi por pura falta de tempo. De verdade.

Mas eu li com atenção cada palavra que você me deixou. Eu dei importância. Fiquei feliz por ter ajudado, ri das suas piadas, tive certeza que as coisas negativas que você porventura disse sobre si mesmo não são verdade. Fiquei torcendo para que você conseguisse seguir em frente, vencer o desafio que estava enfrentando, fazer o que queria. Meu coração e meu sorriso se abriram com as palavras de agradecimento, apoio e carinho que você escreveu.

Mesmo quando não pude dizer nada disso.

Eu conheço você.